Presidente brasileiro visita quartel-general do Comando Sul dos EUA – SOUTHCOM

MIAMI – O presidente brasileiro Jair Bolsonaro chega ao quartel-general do Comando Sul dos EUA e é recebido pelo comandante do SOUTHCOM, almirante da Marinha Craig Faller, e pelo comandante sênior do Comando, sargento da Marinha. Major Bryan K. Zickefoose. Bolsonaro visitou o SOUTHCOM para se reunir com líderes militares dos EUA para discutir a crescente parceria de defesa EUA-Brasil. (Foto de Juan Chiari, Guarnição do Exército dos EUA-Miami)

Video

8 de março de 2020 – MIAMI, Flórida – O presidente brasileiro Jair Bolsonaro visitou o Comando Sul dos EUA hoje para se reunir com o almirante da Marinha dos EUA Craig Faller, além de outros líderes do comando e do Departamento de Defesa.

A visita histórica de Bolsonaro marca a primeira vez que um presidente brasileiro visita o Comando Sul dos EUA.

Os líderes discutiram a crescente parceria de cooperação em defesa entre o Brasil e os EUA ( Folha de fatos dos destaques da parceria de defesa EUA-Brasil “- PDF )

“Foi uma honra receber o presidente Bolsonaro e a distinta delegação do Brasil em nossa sede e falar com ele sobre os crescentes laços de defesa entre nossas nações”, disse o almirante da Marinha dos EUA Craig Faller. “O Brasil é um dos nossos mais fortes parceiros democráticos no hemisfério. Valorizamos nossa parceria de longa data com as forças armadas do Brasil e esperamos tomar novas e importantes medidas para expandir nossa cooperação militar. ”

Enquanto Bolsonaro estava na sede, os EUA e o Brasil assinaram um acordo bilateral em projetos de desenvolvimento de pesquisa, teste e avaliação que ampliará as oportunidades para os dois países colaborarem e compartilharem informações sobre o desenvolvimento de novas capacidades de defesa.

O acordo abre caminho para uma possível cooperação futura em pesquisa aplicada, desenvolvimento de tecnologias emergentes, análise, estudos operacionais, demonstrações e teste e avaliação de protótipos.

As forças armadas dos EUA e do Brasil desfrutam de laços duradouros, e a cooperação de defesa entre elas inclui uma ampla gama de atividades de parceria, como exercícios, treinamento, contra-proliferação e cooperação antidrogas, assistência humanitária, visitas recíprocas, intercâmbio de pessoal e compartilhamento. de informações e conhecimentos.

No SOUTHCOM, a equipe do quartel-general inclui dois oficiais militares seniores brasileiros, cuja inestimável experiência, conselhos e idéias apóiam a cooperação de segurança do comando com os países parceiros da região.

Em 2019, o Brasil sediou as fases atlântica e anfíbia da UNITAS, o exercício multinacional de segurança marítima mais antigo do mundo. Os EUA patrocinam a UNITAS há seis décadas e o Brasil está entre as nove nações que participaram da primeira iteração do exercício em 1960.

No início do ano, o Brasil assinou uma declaração de parceria com a Guarda Nacional de Nova York, juntando mais de 80 países participantes do Programa de Parceria Estatal com os EUA.

Na visita ao #SOUTHCOM hoje, os EUA e o Brasil assinaram um Acordo bilateral sobre Projetos de Desenvolvimento, Teste e Avaliação de Pesquisa, que ampliará as oportunidades de colaboração em novas capacidades de defesa.

Em outra iniciativa de parceria, a Marinha do Brasil recebe médicos da Marinha dos EUA a bordo de navios hospitalares da Marinha do Brasil durante missões médicas fluviais. As missões ajudam os médicos a adquirir experiência e conhecimento vitais em medicina tropical, enquanto tratam centenas de pacientes em condições austeras exclusivas da Amazônia. 

Profissionais médicos brasileiros ajudaram a tratar e cuidar de pacientes quando o navio-hospital USNS Comfort da Marinha dos EUA foi implantado na região para missões de assistência médica em 2018 e 2019.

As contribuições do Brasil para a segurança global datam de mais de um século. Durante a Segunda Guerra Mundial, o Brasil apoiou operações navais aliadas no Atlântico e enviou uma força expedicionária para a Itália. Na Primeira Guerra Mundial, as forças armadas do Brasil realizaram operações de comboios e patrulhas de segurança com nações aliadas.

Hoje, o legado das forças armadas brasileiras como parceiro de segurança comprometido continua a crescer à medida que assume novos papéis de liderança, promovendo a cooperação em segurança, fortalecendo a capacidade regional e apoiando a segurança e a estabilidade no Hemisfério Ocidental e além.

O SOUTHCOM é um dos seis comandos unificados com foco geográfico do país, com responsabilidade pelas operações militares dos EUA no Caribe, América Central e América do Sul, além de cooperação de segurança com as forças de defesa e segurança pública da região.

Audiência: Brasil, Estados Unidos, Reino Unido, Hong Kong, China, Israel, Índia, Portugal, Argentina, Itália, Japão, Emirados Árabes Unidos, Angola, Alemanha, França, Irlanda, Líbia, México, Nepal, Papua Nova Guiné, Filipinas. –  209  visualizações

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com